Páginas

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Pensando um pouco

“Decepção não mata, ensina a viver”.


Esse é um ditado perfeito, porque morrer de decepção acredito que nunca ninguém tenha morrido. Mas como é ruim nos decepcionar com alguém.

Mas também isso só acontece porque criamos expectativas em relação as pessoas. Criamos uma imagem fictícia sobre o outro e nos magoamos quando ele não age dentro do perfil que criamos para ele.

Podemos sim deixar cada um ser o que é sem esperar demais, mas é difícil porque queremos que as pessoas que gostamos se adequem ao nosso modelo ideal. E as vezes nem percebemos o quanto fazemos isso no dia a dia.

Devemos sim rever sempre uma situação que não nos está fazendo bem, como alguém que está de fora. Se conseguirmos isso vamos sim poder ter um pouco de certeza de onde está o erro e em que podemos mudar para melhorar e se essa possibilidade existe realmente. É um exercício, mas os resultados vem. E como vem.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Tristinha

Sou uma eterna otimista e acredito que atraímos tudo o que pensamos. Consciente ou inconscientemente.


Então me pergunto: estou errando em algo, porque hoje estou num dia especialmente triste?

Mas também, se todos os dias eu estivesse pulando de alegria acho que não haveria novidades.

Acho importante existir dias assim para valorizarmos os dias perfeitos.

La vou eu vendo o lado positivo. Gosto de ser assim.

Mas hoje queria falar dessa minha tristeza. Acho que tenho que falar sobre ela ao menos para me sentir aliviada.

O motivo eu não quero comentar.

Mas algumas coisas me deixam muito triste. Desconfianças desnecessárias, cobranças sem pé nem cabeça, cara emburrada, ficar falando coisas que em nada acrescentam no relacionamento, mas a pior de todas é querer descontar a raiva no acelerador do carro. Isso me faz perder a cabeça. Isso é uma negligência que coloca em risco a vida de outras pessoas que nada tem a ver com seu momento de histeria. Não gosto, não concordo, abomino.

Cobranças do tipo: “ah eu faço isso ou aquilo pra você, também é uma coisa muito chata. Porque se faz pra depois cobrar, porque fazer?

Dialogo, conversas no relacionamento são muito saudáveis. Agora, drs a todo momento enchem o saco e vão desgastando a relação.

Pronto falei. Estou mais leve. Ate parece.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Dizem Por Aí

“Não vim aqui para dizer que não posso viver sem você!
Eu posso viver sem você!
Eu só não quero!”






Essa frase marcante foi dita por Jennifer Aniston no filme Dizem por aí.






Adoro essas frases marcantes de filmes, alias adoro filmes! E mesmo sem ainda ter visto esse filme, nem saber sobre ele além dessa única frase, eu fiquei, alias eu estou com muita vontade de vê-lo.






O amor, o romantismo verdadeiro, mexe muito com as minhas emoções. As vezes me surpreendo derrubando lágrimas onde tem gente rindo, mas imagino que cada um tem o que te faça rir ou chorar. Normal.


Eu sou a autêntica pessoa a quem não cabe de forma alguma o ditado: “A primeira impressão é a que fica!” É incrível a quantidade de vezes que ouço as pessoas me dizerem: “Nossa eu nunca imaginei que você fosse assim... Puxa eu fazia outra idéia de você... Seu jeito me surpreendeu... ah essas coisas... mas vejo que é sempre uma surpresa pra melhor e isso me deixa feliz!






Sou romântica (não assumida), mas não sou melosa ou aquelas que grudam. Mesmo porque gosto de pessoas que se gostam em primeiro lugar, e eu sou assim.


Não existe coisa mais broxante do que uma pessoa que coloca os desejos e atividades e a vida do parceiro em primeiro lugar. Isso não é demonstração de amor não, pra mim é sinal de uma baixíssima auto-estima e que com certeza seu namorado, marido não vai interpretar como fofo ou prova de amor não, ele com certeza verá isso como falta de amor próprio e mesmo sem querer a admiração vai diminuir e será porta de entrada para diversas situações ruins e a traição pode vir rondar esse relacionamento.






É comprovado, os homens de um modo geral, não suportam esse comportamento. Porque de inicio pode aparentemente ser bom, demonstra cuidado, mas não se engane, os homens ficam fascinados por uma mulher que sabe sim querer colo, são femininas, mas que sabem também ser fortes, não aceitar certas situações, que sabem impor suas vontades sem serem prepotentes e que “pasmem” se viram muito bem sem eles também.






Não sou nem de longe uma “feminista”, mas como muito boa observadora e estudiosa do comportamento das pessoas, aprendo com as experiências que tive mas muito mais com as que vejo e acompanho.






Homem adora mulher meiga sim! Mas ele tem que ter a certeza de que alem disso ela tem desejos, sentimentos, companheirismo e objetivos que está disposta a compartilhar com ele, nunca apenas servir como expectadora e ajudadora do sucesso e felicidade dele. Isso o acomodaria. Isso o faria sentir imprescindível para a felicidade da mulher. Isso a deixaria com baixa auto-estima e achando que é feliz apenas por fazê-lo feliz.


Parece que isso esta muito distante, mas conheço muitas mulheres que ficam constantemente deprimidas ou entram numa depressão profunda porque fazem demais pelos seus homens e se esquecem que a união é um caminho que se percorre os dois juntos para felicidade de ambos. É uma estrada difícil sim, mas que um ajudando o outro nos momentos de provações, estando com os mesmos desejos e expectativas a recompensa diária compensa qualquer obstáculo que tenha surgido pelo caminho.






Mas o amor é essencial para enxergarmos isso. O amor é fundamental para querermos enxergar.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Difícil...

Na fase da conquista, os dois lados se esforçam ao máximo para impressionar. Tudo o que falamos sobre nós mesmos são (unicamente) as melhores partes, ouvimos também apenas as qualidades da pessoa. E não tem como ser diferente. Não tem como colocar em meio a um clima de sedução e conquista, alguns defeitinhos que só aparecerão com o tempo. Só aparecerão muitas vezes na hora em que a paixão se tornou mais forte e que “pequenos” defeitos não a arruinariam, porém, tem tudo pra “melar” se descobertos já de cara.


Ah sei lá, defeitos a gente tem, todo mundo tem, mas que decepção as vezes perceber que muita coisa linda, muita coisa especial que você ouviu, recebeu, viu do seu parceiro, foram apenas pra te impressionar. Apenas pra te conquistar. Pena que os homens são campeões na arte da “desconquista”.

Saber conquistar é uma arte. Mas manter a conquista, manter a paixão, o interesse, o gostinho de quero mais é pra poucos. Bem poucos.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Se Permita!

Sabe que me peguei com uma indagação que ás vezes ou melhor muitas vezes me passou despercebida mas que hoje consigo enxergar: o fato de não aceitarmos a felicidade. Parece uma grande bobagem o que estou falando, ou melhor, escrevendo, mas não é. Existe uma grande relutância em ser feliz sim.




Tudo o que mais queremos é justamente ser feliz, mas quantas vezes nós mesmos nos boicotamos. Isso no sentido de ao invés de viver o momento sem encucações muitas vezes desnecessárias, damos o maior credito pra elas.


Quantas vezes pensamos em momentos passados e ficamos viajando e pensando, era pra ter sido!

Mas aí vem a máxima: “se não foi não era pra ser”.

Claro que nem quero pensar em passado, no que poderia ou não ter acontecido na minha vida, mas devo sim prestar mais atenção no que estou vivendo e sentindo, baixar a guarda e viver os sentimentos que me rodeiam da forma mais plena possível.

Tirar essa relutância em me deixar levar. Se esta sendo bom, se não prejudica a mim e a outrem porque não viver? Porque não me jogar com tudo?

Eu quero é mais!

Estou me jogando!

Estou me Permitindo!



O futuro? Apesar de só sermos donos do presente, vou colher coisas maravilhosas, pois, boas sementes estou plantando hoje!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Collective Soul


The World I Know - (O mundo que eu conheço)


Nossa consciência mostrou?
A doce brisa soprou?
Toda a bondade foi embora?
A esperança ainda demora.

Eu me embriago de piedade de newfound
Sentando sozinho na Cidade de Nova Iorque
E eu não sei por que .. não sei por que..

É nós que escutamos
Hinos de oferta?
Temos olhos para ver
Aquele amor que está juntando?

Todas as palavras que eu tenho lido
Começou o ato de sangrar agora
Em um ...em um..

Assim eu caminho para cima bem alto
E eu piso à extremidade
Pra ver meu mundo abaixo.
E eu rio de mim

Enquanto as lágrimas rolam abaixo.
' Porque é o mundo que eu conheço.
Oh é o mundo que eu conheço.

Eu me embriago de piedade de newfound
Sentado sozinho na Cidade de Nova Iorque
E eu não sei por que ..não sei por que..

TRADUÇÃO Fonte: VAGALUME.COM.BR

Fase Tepeêmica


Estou numa fase tepeêmica. Pelamor. A inconstância das minhas vontades esta me deixando maluca.



Me pego pensando em coisas que já não fazem parte dos meus dias. Isso não é bom. Porque não posso ficar remoendo coisas não vividas, situações bruscamente interrompidas, simplesmente porque tudo isso de nada me serve agora. As pessoas passam por nós e deixam as mesmas marcas que deixamos por ai!


Ninguém tem mais ou menos cicatrizes da vida... temos cicatrizes e pronto.


Não devemos comparar as situações, mesmo porque duas pessoas podem ver uma mesma coisa de formas completamente diferentes.


Podemos fazer de supostos erros um aprendizado para o nosso hoje.


Não quero mais ficar “encalhada” em momentos da minha vida que não voltam mais, não aceito mais certas situações ou pessoas que não estejam comigo para somar. Mas quero pensar duas vezes antes de tirar uma pessoa da minha vida. Quero ter certeza de que não temos muito a trocar antes disso. Porque muitas vezes, como sou uma montanha russa de emoções e oscilações, pode ser que erre ao julgar alguém desnecessário. Pode ser que depois de passado o vendaval de emoções, veja que magoei sem razão, terminei sem motivo, julguei sem saber ao certo. E acredito que a palavra lançada para magoar, mesmo não a sentindo, da forma que digo, ela não tem volta.


Ela machuca de um jeito que pode ser definitivo.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Alguém Como Você


Assisti a um filme chamado: “Alguém com você”, alias já tinha visto esse filme umas 10 vezes (porque é maravilhoso), mas esses dias eu passando de canal em canal ele estava começando e eu parei para ver, pela décima primeira vez.



Não é uma comédia romântica água com açúcar. É divertido, inteligente e se torna doce no momento mágico em que a atriz que sofre por um cara que não a quer, percebe que esta completamente apaixonada por um amigo.


Aiai, como é uma delícia quando de repente nos vemos apaixonados por uma pessoa. Esse momento do início, do friozinho na barriga, olhos nos olhos, mão no cabelo, um sorrisinho envergonhado, essa fase é muito boa.


Muitas vezes olhamos para uma pessoa e num primeiro momento essa pessoa se destaca na multidão. Bastou um olhar e percebemos que essa pessoa, que nem conhecemos vai nos fazer perder a respiração. Mas como, se ainda nem conversamos com ela? Não sabemos como é o tom da sua voz, seu beijo, seu toque.


Mas sabemos que nossa pele vai se confundir com a dela, sabemos que nossas bocas vão se tocar e sabemos que um carinho mais forte vai acelerar nosso coração.


Uma mistura de docilidade e atitude. Paixão, essa é a palavra.


Você pode colocar uma boa dose de loucura nessa relação que nunca a tornará vulgar. Simplesmente porque essa paixão avassaladora nos dá o caminho que o nosso coração conhece. Ele confia.
Ele não perde tempo analizando, ele vive!
Ele nos faz viver! De forma intensa!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Impulsiva




"Sou o que se chama de pessoa impulsiva. Como descrever?
Acho que assim: vem-me uma idéia ou um sentimento e eu,
em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente.
O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente,
o que prova que não se tratava de intuição,
mas de simples infantilidade.


Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos.
E até que ponto posso controlá-los.
Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente?
Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta?
E também tenho medo de tornar-me adulta demais:
eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil,
do que tantas vezes é uma alegria pura. Vou pensar no assunto.
 E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso.
 Não sou madura bastante ainda. Ou nunca serei.”
 
Clarice Lispector.
 
Tirado do blog Mente Inquieta: 
http://convivendocomabipolaridade.blogspot.com/
 

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Xô Sem Noção!


Nessa nossa hipócrita e cruel sociedade não podemos sequer pensar em meia atitude “anormal” que nos bombardeiam com enxurradas de “isso não ta certo” “você tem que pensar no que fez ou no que vai fazer” ou na PIOR e mais COMUM das hipóteses ouvir de uma pessoa meio que sem querer, com aquela carinha de mais ignorante do mundo que fomos “difamados” pelas costas. Sem nos dar qualquer chance de nos defender das mais cruéis e invejosas calúnias.



Mas quem tem o poder de ditar as verdades que pra determinada pessoa pode ser a mais linda e preciosa lição do mundo, mas que pra outra será a mais idiota das imbecilidades já ouvidas.


E pra mim, quem mais precisa calar, insiste em falar.


Quem mais precisa esconder, mostra demasiadamente.


Agora, quem precisa ou “pode” ser notado, mais se esconde.


Quer falar de alguém?


Primeiro analise sua própria vida e veja se não existem milhões de pontos negros e obscuros nela.


Primeiro cure a sua própria dor de infelicidade que grita como louca por socorro e tudo que você faz ouvir, são pequenos defeitos alheios aumentados numa boca imunda que tende a torná-lo feio e maior do que é realmente.


Então: Atire a primeira pedra, aquele que PUDER.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Oscilando


Que sentimento é esse que invade meus pensamentos e me impulsiona a escrever?



Dias e dias se passaram e não consegui, não tive forças para me expressar, não consegui me fazer entender pra mim mesma.


Tudo é tão simples mas me deixa confusa. Não entendo um simples gesto. Não sei defini-lo por mais que me esforce. A dúvida se apresenta para mim da forma mais cruel possível. Chego a sentir uma dor na alma. Chego a sentir o sabor da inconstância dos meus sentimentos.


Algo não está certo. Mas acho que não preciso me cobrar tanto por situações futuras e incertas até o momento. Posso viver o presente da melhor forma possível, pois só ele nos é oferecido.


Mas porque é tão difícil viver sem pensar no futuro? Pode ser difícil apenas para minha cabeçinha fértil e cheia de idéias e encucações.


Essas minhas oscilações de humor constantes bastam para me fazer perder o foco as vezes, e num outro instante tudo muda.


Meus pés insistem em sair do chão e brigam com a minha mente que alterna entre o racional e o puramente emocional numa batalha imaginária, mas que tem pleno efeito no meu dia a dia.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Porque?

Porque será que as pessoas insistem em ser más? Será que existe uma “força maligna” por traz de intrigas entre supostos “amigos”? Será que é a inveja a causadora de tanta discórdia, de tantos “diz que me diz que”?



As pessoas ficam ao lado das outras e se dizem amigas, mas no momento seguinte saem jogando aos quatro ventos tudo o que sabe da outra, o que lhe fora confiado.


Mas não é somente o fato de contar o que ouviu, passar pra frente verdades íntimas. A pessoa invejosa e linguaruda não se contenta com isso. Ela também aumenta e inventa. Porque?


Sinto que existem pessoas que acreditam que somente pisando na cabeça da outra, amiga ou não, ela vai se sobressair, então no fundo a minha raiva por ela se torna num segundo momento um desprezo total.


Sinto até uma certa pena. Pena sim. Por não imaginar o que sente por dentro uma pessoa tão amarga, tão pequena.


E no momento seguinte me sinto leve e me amo mais por não ser dessa forma.


Será que também essa pessoa deve sofrer sendo assim? Ela deve ter uma alto estima rasteira, ou não deve ter alto estima alguma pra ser assim. Então sinto pena.


Espero sinceramente que os olhos da alma desse ser tão pequeno se abram e a tempo e ela seja uma pessoa melhor, lute contra toda inveja e pensamentos ruins sobre outrem e comece a viver a sua vida!


Gere pensamentos bons sobre os outros, profira palavras doces e amáveis e sinta verdadeiramente amor para com o próximo. É tão bom. É tão fácil. É preciso! E retornará com certeza pra você!!!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Imperfeito Perfeito



O luto acabou.



Venho pensando nisso a dias.


Sabe quando você consegue acordar, abrir os olhos e não sentir a falta da pessoa? Estou me sentindo bem. Percebi que aquele gelinho de ansiedade que sentia todas as manhas por causa dele já não sinto mais. Isso a algum tempo.


Não acredito que um amor novo cura as dores deixadas pelo antigo porque, acreditava que apenas curada dessas feridas que ficaram com o fim dessa relação, eu poderia estar pronta pra outra. Alias creio nisso.


Mas existem pessoas tão especiais nesse mundo que sabem chegar , sabem entrar de mansinho na vida alheia e se tornar especial, indispensável e fazer totalmente a diferença.


Sabem que ainda não estamos prontas, mas se fazem presente, chegam com a calma necessária para não serem rejeitados pela má hora, mas ficam ali esperando o momento certo, esperando nosso coração nos dar um toque.


Nesse momento meu coração já enviou todos os toques possíveis. Já entendi. Já não da pra resistir.


A diferença foi notada, exigente que sou, acho que o imperfeito perfeito chegou.


Não esperava por um príncipe num cavalo branco. Passei dessa fase. Mas encontrei mais que isso.


Não é a relação perfeita. Quem acredita nisso esta fadada ao fracasso total.


O que existe nesse presente que é a nossa vida, são pessoas normais, de carne e osso que erram, mas que buscam acertar a todo momento.


Eu queria isso. Alguém com essa consciência. Alguém que quizesse uma relação madura. Um homem a moda antiga, mas que soubesse se adequar nesse nosso mundo tão evoluído. Um homem que não tem vergonha de demonstrar o que sente e não deixa o orgulho tomar conta de sua vida. Um imperfeito perfeito. Perfeito pra mim. Para as minhas medidas, para minhas exigências e loucuras.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Que Bom.


Estou muito feliz. Tomei uma atitude que vinha deixando sempre para amanha. Medo vergonha um pouco de vários sentimentos que não me pertecem barravam a minha atitude. Mas a tomei. E isso só me fez bem.



Estava sem falar com uma amiga a muito tempo, discuti com ela por besteira, falei coisas que não é o que sinto por ela. Fui péssima, surtei.


Mas no fundo me lembrava dela todos os dias. Porque justamente a gente se falava, se via todos os dias antes do meu surto.






Tomei a iniciativa e mandei uma mensagem para ela. Ela respondeu e ontem fomos conversar. Mas uma conversa discontraida. Ela soube me entender. Claro que eu a magoei, sim, mas a gente se entende tanto que nosso papo fluiu como antes. Sabe aqueles papos empolgados que não da nem tempo de ver quem esta do lado? Sabe quando a gente vai falando e a outra já completa o pensamento? É somos assim.






Por burrice perdi tantos momentos ao lado dela.






Nunca é tarde, mas não estive em sua formatura. Mas amei saber que ela guardou o meu convite até o ultimo dia, esperando uma reação minha. Reação que eu não tive.






Amei ouvi-la citar um texto que escrevi no meu blog, significou muito pra mim saber que ela ainda o lia.






Não fingimos que a magoa não existiu, mas somos adultas o suficiente para entender que isso poderia acontecer, afinal somos humanos imperfeitos, apenas que continuar a suprimir uma amizade tão verdadeira por coisinhas, não vale a pena! Perdemos com isso. Eu perdi com isso.






Senti sua falta amiga!


Sabem aquela amiga que só de olhar já sabe o que estamos pensando? Nos conhecemos pelo olhar, é muito bom ter alguém assim. Como consegui ficar tanto tempo sem você na minha vida pessoa? Que orgulho besta foi esse que me segurou?






Ainda bem que houve tempo.






Não garanto que nunca mais vou surtar, mas garanto que pra mim seu peso dobrou ou triplicou (mesmo sendo tão magrinha).


Antes de simplesmente surtar e atirar como uma metralhadora, vou pensar que você é minha amiga não só para “baladas”, mas também pra elas, porque você se encaixa em todos os ambientes.






Sei que “eu te amo” virou bom dia!


Mas pra vc eu posso dizer com toda certeza minha amiga que EU TE AMO






Como eu disse pra ela no primeiro email de desculpa: “sabe qdo vc ta num ótimo momento da sua vida, lutos superados, felicidades vivenciadas? Mas falta alguém, faltava você Verônica!






Obrigada por me ouvir, por me entender, por me perdoar!

Obrigada por ser Minha Amiga!!!

terça-feira, 25 de maio de 2010

Uma Pitada de Loucura

Vivendo e Aprendendo!



O aprendizado é infinito e se vivemos podemos nos utilizar de tudo o que aprendemos no dia a dia para vivermos sempre melhor. Tanto as experiências boas quanto as ruins nos dão valiosíssimas lições.


Quando pensamos que perdemos algo, alguém, vem a vida e nos mostra que deixamos aquilo passar ou aquela pessoa ir porque algo ou alguém mto melhor e sim valioso estava por vir. As vezes demora, nosso tempo se difere do tempo de Deus, então se ainda não encontramos aquela pessoa, ou não recebemos algo a que temos direito é porque ainda não é a hora.


Longe de mim dizer que devemos ficar esperando as coisas caírem do céu, mas digo para aceitarmos sim uma ou outra adversidade porque o melhor sempre vem.


A felicidade não é uma meta na minha vida, mas sim o caminho que percorro todos os dias!


Nem sempre estou rindo ou feliz, mas posso com certeza colocar minha vida na balança da felicidade que ela ira transbordar!






Outro dia ouvi num filme a seguinte pergunta de uma filha a um pai:


- será que sou louca?


- sim, disse o pai, você é bastante louca, mas pessoas assim são muito melhores e mais amadas!






O mundo precisa da “loucura” também, assim como precisa da sabedoria, da humildade, da vontade, da fé, da determinação, entre muitas outras coisas. Boas ou não tão boas!


Meu caminho de felicidade estou percorrendo com muita vontade. Aprendendo sempre. E sempre com uma pitada de loucura!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Solidariedade...Masculina.

Me surpreende muito a fidelidade masculina! Não, não estou louca, pois não estou me referindo a fidelidade deles em relação a nós mulheres, mas em relação a eles mesmos.


Como são fieis uns aos outros.

Engraçado, enquanto as mulheres gritam aos quatro cantos o quanto são amigas e o quanto amam suas amigas, numa primeira situação que exige uma certa “proteção” para com uma “amiga” fazem uma certa denunciação velada. Porque no fundo parece que a competição é tão acirrada que querem que certos deslizes das ditas amigas sejam sim revelados. Parece que as faz parecerem melhores. Mesmo que para isso custe sua “amizade”.

Já os homens, são sim fiéis. Mesmo que a namorada, mulher do amigo seja sua amiga também. O que conta mesmo é esse corporativismo masculino.

Não os condeno, posso até condenar a atitude que os faz “ter” que mentir e envolver um amigo, mas a solidariedade que eles tem entre eles eu acho linda!

terça-feira, 11 de maio de 2010

Te Amo


Eu já disse várias vezes que nesse mundo louco e um tanto quanto virtual, a frase “Eu Te Amo” virou “Bom Dia”!!!



“Amigos” que nem sequer se conhecem trocam cada vez mais essas palavras tãso especiais e que acho que sim deveriam ser muito mais pronunciadas, mas entre aqueles que realmente tem esse sentimento verdadeiramente por alguém.


A carência é tanta que bastou uma ou outra afinidade e pronto. Antes do bom dia vem o eu te amo.


Acredito sim na beleza de se falar o que sente, amar e falar que amo meus verdadeiros amigos, mas não da pra banalizar dessa forma essas palavras que carregam um sentimento tão escasso hoje em dia. Porque entre falar e sentir existe um abismo.


Mas se sente realmente que ama, externe esse lindo sentimento e pronuncie EU TE AMO.


Em contra partida muitas vezes pensamos: “claro que ele (a) sabe que eu amo, não preciso ficar falando.” Engana-se. As vezes a pessoa não sabe, tem ate uma certa duvida por não ouvir ou apenas quer ouvir que você ama. Porque simplesmente faz bem.


Não deixe a monotonia ou a rotina apagarem o EU TE AMO do seu rol de palavras ditas no dia a dia. Ela não envelhece nunca e tem um poderoso efeito quando o sentimento esta junto com a palavra.


Eu Te Amo!!!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Os iguais se Atraem

Dificil me apegar a alguem.



Quando gosto gosto, mesmo tendo que me desapegar eu reluto.


Isso acontece comigo no que diz respeito a relacionamentos amorosos, de amizade, de grupos, de carro, de roupa, de tudo.


Mas nos relacionamentos, eu demoro a me apegar, me jogar de cabeça nem pensar. Mas quando isso acontece, eu literalmente me jogo. Não fico procurando ou aceitando novas possibilidades. Sou fiel ao que sinto. Sou fiel a mim mesma. E eu não sei ser diferente disso.


Por isso que já disse que o período do luto do fim do relacionamento é essencial para mim, tem que ser vivido e sentido porque só assim estarei de coração aberto para um novo amor.


Como eu queria encontrar alguém que pense como eu.


Não partilho da idéia de que “os opostos se atraem”, eu acredito que os iguais se atraem. Isso sim.


Porque imagino que, se gostando das mesmas coisas, dos mesmos programas, dos mesmos filmes, das mesmas musicas, já é difícil, que dirá se nisso tudo formos diferentes.


Estou na chuva e quero me molhar!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Mude!


Não gosto de rótulos.



Hoje posso gostar de uma coisa ou fazer de um jeito, amanha tudo pode mudar.


E não sou volúvel não.


Meu caráter é imutável, mas as decisões do dia a dia e ate gostos e preferências coloco numa escala em constante mutação, mesmo porque preciso ter consciência de que a vida muda constantemente e faz um estrago na vida de quem não se adéqua a essas mudanças.


Quem não tem flexibilidade para mudar quando necessário, quem defende ate a morte idéias ou ideais muito rígidos tende a sofrer por isso. Porque o lindo da vida são as transformações que ela nos possibilita. São as mudanças para o nosso bem e do próximo também.


Perceber que podemos mudar de opinião sem abalar nosso caráter é perfeito. Temos o livre arbítrio para isso. Temos esse poder que nos foi delegado por Deus e as vezes nem nos damos conta disso.


O bom, o gostoso dessa nossa vida esta em sempre ter algo para aprender, ensinar, compartilhar. Podemos a qualquer momento mudar de opinião, de conceito, de atitude, de companhia, de tudo.


Mudar não é sinal de fraqueza, mas tem que ser muito corajoso para admitir que resolveu tomar outro rumo, outro caminho.


Mudarei sempre que me fizer bem. Mudarei sempre em busca de ser mais feliz. De fazer alguém feliz.


Sempre!!!

terça-feira, 20 de abril de 2010

Aprendendo mais um pouco.

Já dizia minha vó: Decepção não mata, ensina viver!



Mas como é ruim quando a gente se decepciona com alguém. Sei que não devemos esperar das pessoas atitudes que gostaríamos que elas tivessem. Isso é muito egoísmo. Ou insanidade.


Porque cada um tem seu jeito, seu ritmo de vida e não da para cobrar que as pessoas sejam dessa ou daquela forma em relação a nós ou em relação a vida.


Mas como já disse é ruim sentir esse gostinho amargo quando isso acontece justamente com um amigo, uma pessoa querida. Alguém em quem confiávamos.


Mas o que posso fazer.


Posso seguir com minha consciência e só a ela eu posso me apegar. Só a mim mesma eu posso fazer pedidos e criar expectativas. Sou eu a dona e senhora da minha vida e preciso aprender quem fica e quem passa.


Se decepção ensina a viver, to aprendendo. Porque nessa matéria eu quero tirar 10.


Quero ser alguém em quem possam meus amigos contar e confiar.


Cada um fica com sua própria consciência.


Como já dizia um antigo e sábio professor. O professor Gilberto Pompermayer: “tudo que fazemos volta um dia pra gente com a mesma ou maior intensidade!


Efeitos e causas, choques e retornos!”


A minha parte estou fazendo. E vou fazer sempre. Alias faço com muito gosto!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

A verdade, Sempre.

Porque será que às vezes quando começamos uma relação, eu disse as vezes, fazemos certos joguinhos pra testar a outra pessoa? E sabemos que as pessoas usam esse mesmo recurso com a gente, porquê né?


Seria tão mais fácil começar a relação cada um falando o que realmente espera do outro, o que gosta e não gosta realmente. Não aceitar coisinhas de que não gostamos fazendo caras e bocas, só pra agradar. Deveríamos ser verdadeiros desde o primeiro minuto. Mas isso raramente acontece.

Porque se formos totalmente sinceros na verdade iremos afastar as pessoas, porque de certa forma gostamos de ser “enganados”, com possibilidades de ter encontrado alguém perfeito, com todas as qualidades que sempre procuramos.

E no inicio é quase sempre assim. Mas com o decorrer do tempo as máscaras caem e a face verdadeira nem sempre nos é agradável. Então porque não abreviar todo tempo e já se mostrar como realmente somos. Dizer se realmente gostamos ou não de certas atitudes. Se queremos certa atitude, não esperar para dizer que gostamos dela. Acho que sempre a sinceridade deve prevalecer.

Claro que podemos fazer tudo e falar tudo com jeitinho. Mas falar. Não deixar as vezes mágoas se acumularem sem a pessoa saber, porque quando ela souber e resolver fazer da forma que queremos, pode ser tarde.

Cai muito bem a letra do meu querido Capital Inicial: Quatro Vezes Você:

“O que você faz quando...
Ninguém te vê fazendo...
Ou que você queria fazer...
Se ninguém pudesse te ver!!!”

terça-feira, 13 de abril de 2010

Dia Do Beijo


Hum



Que delicia. Até o beijo tem o seu dia! E é hoje!!!


Mas nada melhor do que fazer do dia do beijo todos os dias.


Qualquer hora. Melhor ainda se for inesperada. Melhor ainda se for sem pressa. Ou rapidinho deixando no nosso coração o quero mais. E ter o mais.


Beijo bom pra mim é aquele que damos naquela pessoa por quem temos sentimentos. Não beijar por beijar.


O carinha da balada pode ser um gato, mas pra beijar e depois tchau, comigo não rola.


Beijo bom pra mim tem que ter um “pouco” de língua, não gosto de ser afogada por uma língua que insiste em falar oi para meu sininho do fundo da garganta.


Beijo bom pra mim tem que ser molhado,


Suave,


Engolidor,


Sincronizado,


Com muitos beijinhos junto.


Beijo bom pra mim tem que ser dado com vontade, tem que se dar conta num determinado momento de que vai ficar sem ar se não parar, só pra voltar com tudo logo em seguida.


Amo beijar. Amo beijar quem amo. Amo amar quem eu beijo.


E como diz sempre uma amiga minha:


“Eu quero mais é beijar na boca...
Eu quero mais é beijar na boca, eu quero mais...
Eu quero mais é beijar na boca e ser feliz daqui pra frente!!!!!!!!”

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Desatando o Nó.


 Moça. Assim ele me chamou. Mal pude acreditar no que ouvi, sabendo ele da minha ira ao ser chamada assim.



Mas ele não fez pra me cutucar ou na brincadeira. Assim fosse. Ele simplesmente me colocou no bolo das pessoas comuns da vida dele.


Simplesmente sou mais uma moça.


É gente, não estou triste ou deprê por constatar essa simples verdade. Mas na minha cabeça, preciso dar o primeiro passo “mental” para me desligar completamente desse ser.


Não estou em casa “chorando as pitangas” por estar solteira, mesmo porque só estou solteira por opção.


Mas também me vi agarrada a uma situação que não me pertence mais. Mas é difícil soltar, a impressão é de que ainda posso contar com a pessoa. Mas não posso. E não vou poder mais. Nunca mais.


Agora vou desfazer esse nó cego.


E vou conseguir. Pelo menos vou olhar mais paras as possibilidades que insistem em aparecer. Preciso!











terça-feira, 23 de março de 2010

Realmente Irreal


Não estou conseguindo classificar se é bom, pode não ser tão bom.



Se estou confiando numa ilusão que minha mente está criando e tornando possível. Não sei mesmo.


As vezes nos apegamos ao que poderia ser e não ao que realmente é. Não sei porque fazemos isso.


Estou confusa com tudo o que está me acontecendo. Não sei se espero, se sigo.


Meu coração não me da pistas sobre a atitude mais sensata ou a que mais vai me fazer feliz. Que vai me fazer bem.


Mas também nunca temos garantias das atitudes que tomamos.


As vezes pensamos que estamos indo na direção errada, vem a vida, o tempo e nos prova que erramos ao pensar que estávamos errados.


Também acontece o contrario, quando apostamos muito em uma situação, em alguém, em um trabalho, e simplesmente depois de passado um certo tempo vemos que estávamos enganados e que não era pra ser, simplesmente porque a vida nos oferece algo muito melhor.


Sei La, somente nós mesmos temos o poder sobre a nossa vida. As decisões importantes que mudam totalmente os acontecimentos a partir dela somos nós quem tomamos. Ninguem tem esse poder, apesar de tantas vezes por nós mesmos delegados a outrem.


Não somos vitimas ou fantoches na mão de ninguém. Ninguém é ruim na nossa vida se não deixamos.


Se a situação não nos faz bem temos o poder de sair do papel da vitima sofredora e passar a tomar as rédeas que só a nós pertence.
Assim se nos couber alguma cobrança da nossa parte, será mais do que justa.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Estão em Extinção

Porque será que as mulheres querem tanto se igualar aos homens? Não sei viu, mas acho uma idiotisse!
Acho que justamente por esses brados insistentes de igualdade que os homens se tornaram esses seres frios e insensíveis.
Os cavalheiros estão em extinção. Não precisam mais serem gentis, não precisam proteger mais.
Parece que as mulheres não querem. Passam essa mensagem a eles. E eles, como entendem só o que é dito ou mostrado, acham que está tudo igualado e não se importam em serem HOMENS de verdade.
Claro que a mulher tem as mesmas capacidades que o homem. Claro!
Não é disso que estou falando. Alias nem questiono isso.
Mas cade os homens "à moda antiga"?
Que não seja metrossessual, ou qualquer desses adjetivos.
Só um homem de verdade! E tudo que isso implica.
Apenas um homem de verdade!
Mas... Cadê? :)

quinta-feira, 11 de março de 2010

Cada um tem sua Dor






Quando paramos de olhar apenas o nosso mundo e a nossa dor começamos a ver coisas que nem imaginávamos.


Comecei a pensar nisso hoje depois de receber por email um vídeo de um amigo. Vou compartilhá-lo com vocês.


Vou comentar sobre o que eu vivo, o q eu conheço. Só posso falar disso.


Quantas vezes nos vemos tristes, choramos e nos lamentamos? Muitas vezes. Mas ninguém sabe que o nosso problema, grande ou pequeno, tem um peso para nós. E só nós sabemos o quanto ele pesa.


As pessoas que temos como contatos de email sempre nos envia mensagens positivas, mostrando problemas maiores ou relevantes de outras pessoas para alegrar a todos e tentar fazer com que enxerguemos o óbvio. Mas o obvio, não é tão obvio. Porque sempre somos tentados a olhar para só o nosso umbigo e a dor dos outros que se lasque, o que importa é a dor que Eu estou sentindo. Mas na verdade temos até pena das pessoas que tem motivos para viverem se lamentando(e muitas vezes essas pessoas vivem bem, passam por cima dos seus próprios obstáculos e ate ajudam pessoas como nós), elas não lamentam, elas não desejam outra coisa a não ser viverem.


Como aquela cadeirante vive feliz dentro de suas limitações, estuda, trabalha, sorri e vive. Imagino que num momento de baixa ela deva chorar, mas sempre tem um sorriso a nos oferecer.


Como meninas que perdem seu amor sofrem de uma maneira intensa. Não adianta saberem que são lindas, elas sofrem, choram e não é porque são perfeitas(no físico), que serão pedras de gelo e nada sentirão. O coração nos faz sofrer.


Conheço uma menina, alias conhecia uma menina linda de 18 anos que inconformada com o fim do namoro se trancou no banheiro com a arma do pai e atirou nela mesma.


Não podemos subestimar a dor dos outros, não nos cabe julgar quem sente o que e porque. A vida é um mistério.


Acredito muito naquela frase: “Deus nos dá apenas o que podemos suportar”. E pode ser que ela explique pessoas enfermas, cadeirantes, pessoas com doenças degenerativas com tanta alegria de viver! E pessoas ditas normais, pelo menos fisicamente, com tanta raiva da vida, sempre querendo viver uma vida que não é a sua.


Vai entender.

terça-feira, 9 de março de 2010

A Droga do Amor

Vi um livro com esse titulo, “A Droga do Amor, de Pedro Bandeira. Não o li, nem sei o que diz la, mas esse titulo me fez pensar. Minhas insanidades!


Acho que o amor é uma droga viciante, e quem já sentiu seus efeitos, não consegue mais se livrar. Não tem tratamento que dê jeito.


Quando estamos numa relação gostosa onde os dois se amam e querem as mesmas coisas, do mesmo jeito, se completam, se complementam é maravilhoso.


Mas nem todo casal esta junto por amor, alguns não amam mais, mas ainda ficam juntos por diversos motivos. Nesses casos um dos dois pode continuar amando e o amor nesses casos se torna como o crack que dizem a mais mortal das drogas, acaba com a auto estima da pessoa que ama sozinha e que está só numa relação onde se precisam de duas pessoas. Essa pessoa não para com a droga mesmo sentindo nitidamente o estrago que essa está fazendo em sua vida.


Por outro lado como ela é boa quando amamos de igual maneira e somos correspondidos.


Que delicia!


Que poder de elevar nossa auto estima, nos faz exalar paixão pelos poros do nosso corpo.


Nos faz rir quando estamos sozinhos.


Nos faz cantar no carro como loucos, com o som nas alturas.


Temos uma musica que elegemos sem premeditar, mas que quando ela toca nosso pensamento busca o único rosto que queremos ver.


A única boca que queremos beijar.


O único que queremos que nos toque, com quem temos a intimidade do prazer mais profundo, mais alucinógeno.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Mulheres e Bruxas

Parabéns a nós Mulheres!!!








Mulheres Fortes,


Mulheres Frágeis,


Mulheres Lindas,


Mulheres não tão lindas assim,


Mulheres Mães,


Mulheres Amantes,


Mulheres Amigas,


Mulheres Dengosas,


Mulheres Ousadas,


Mulheres Tímidas,


Mulheres Choronas,


Mulheres Insanas,


Mulheres Pra Casar,


Mulheres Pra Diversão,



Enfim para todas nós. Porque por mais diferentes que sejam umas das outras, cada uma sempre tem todas as qualidades e defeitos dentro delas. Apenas usam mais uma qualidade que outra, na hora que lhe convém.


Mulher usa e abusa dessa sabedoria. Do jeitinho. Da palavra. Alias temos esse dom nato.


Sabemos a hora de falar e de calar.



E ouvi uma sábia frase:

Toda mulher por mais linda que seja, no fundo no fundo: é uma Bruxa!!!

quinta-feira, 4 de março de 2010

She

Vivendo e aprendendo...sempre!
não conhecia esse extraordinario cantor, mas viajando no youtube me deparei com essa musica dele e ainda por cima traduzida!

Tudo a ver com a minha vida!
Queria tanto ouvir essas coisas de alguem que fosse realmente importante para mim...
Apesar de que algumas coisas eu ja ouvi...rs

Podem achar velho, brega, ultrapassado...
mas que hino às mulheres de verdade...
as mulheres dos topos das arvores!

me considero uma e vcs???


"Ela pode ser o rosto que não consigo esquecer

Um traço de prazer ou arrependimento
Pode ser o tesouro ou
O preço que tenho que pagar


Ela pode ser a canção que o verão canta
Pode ser o arrepio que o outono traz
Pode ser as centenas de coisas diferentes
Que acontecem em um dia


Ela pode ser a bela ou a fera
Pode ser a fome ou a ceia
Pode se transformar todo dia em
Céu ou inferno


Ela pode ser o espelho do meu sonho
Um sorriso refletido em uma correnteza
Ela pode não ser o que parece
Dentro de sua casca
Ela que sempre parece feliz na multidão


Cujos olhos podem ser tão reservados e tão orgulhosos
Ninguém pode vê-los
Quando eles choram
Ela pode ser o amor que não vai durar


Pode vir a mim de sombras do passado
Que eu lembro até o dia que morrer
Ela pode ser a razão pela qual eu sobrevivo
O porque de eu estar vivo


A pessoa com quem me preocuparei nos
Anos difíceis e chuvosos
Eu, levarei seu sorriso e suas lágrimas
E farei delas minhas lembranças


Por que onde ela for, eu tenho que estar
O sentido de minha vida é ela, ela, ela..."

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Inesquecível


“Então ta...

Tchau, a gente se vê...”


Que abraço gostoso. Mas depois dele, não nos desgrudamos mais.


Que delicia. Foi inesperado.


Pensamos qualquer coisa antes, mas na hora do tchau, na hora que a nossa pele se tocou, foi mágico. Gostoso. Irresistível.


Pode ser o que chamam de química, mas não rolou nada mais do que beijos. Mas não to falando de beijos. To falando de engolir e ser engolido. Mas com sincronia, nada de mais, nem de menos. Perfeito.


Parecia uma fome.


Parecia que nos transformamos em um só. Parecíamos um só mesmo.


Nossas peles estavam arrepiadas de êxtase e ao mesmo tempo de uma inexplicável cumplicidade. Não conseguíamos degrudar. Não nos dávamos conta de que estávamos no meio de uma avenida movimentada, que duas pessoas estavam ali olhando e esperando por nós.


Horas se passaram. E tudo que sabíamos fazer era continuar nos beijos mais molhados e deliciosos que já demos em toda nossa vida. A magia que nos envolveu foi tão forte que nenhum dos dois conseguia sair, nem olhar o que se passava ao nosso redor.


Não ouvíamos ninguém, apesar do movimento intenso de pessoas e carros (pelo que soube depois).

Deus


Deus



Parece uma palavra mágica para muitos. Alguns o buscam fervorosamente quando algum problema(geralmente de saúde), aparece em suas vidas!


Outros sentem uma certa “vergonha” de falar sobre Ele, parece que o assunto vai tirar sua atração perante certas pessoas, então não se fala no assunto. Fogem. Acham ruim receber emails sobre Deus e pior ainda encaminha-los.


Sei que no mundo a minha pequena opinião não tem valor algum, mas o que importa é quem realmente importa saber. Não preciso gritar não, Deus ouve as minhas orações. E ouve mesmo. Ouve no sentido de ouvir e atender. Sempre.


Não tenho religião pré definida, estou apenas em busca de Deus. E ele está onde o buscam verdadeiramente.


Quem está com a verdade? Tenho certeza de que não é a religião, mas sim os freqüentadores, que realmente estão la pela fé de que Deus lá está. E ele está sim.


O que Jesus pregou foi o amor a Deus e ao próximo!


E Ele sabe o que tem no coração de cada pessoa e é isso que vai contar no “final”,
                                                                                                                             Seu Coração!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Quero Fugir

O coração bate acelerado.
Quem disse que seria facil, mas porque tem que ser dificil?
Somos donos do nosso corpo, devíamos escolher o que sentir, assim como escolhemos o que vestir, o que comer...
Mas sentimentos tem vontade própria. Por fora até o controlamos, parece que ta tudo bem. a vida está sendo vivída. Mas como fugir do nosso próprio pensamento? Eu queria fugir às vezes. Tantas vezes.
A inteligência não tem nada a ver com isso.
E até acho que a inteligência emocional atrapalha um pouco, porque se é ela que não nos deixa cair em algumas armadilhas, é ela que não nos deixa sair de outras.
A pessoa inteligente que sabe o que quer e sabe o que a faz feliz não se deixa "levar" por pouca coisa.
A pessoa volúvel e sem essa dita I.E. sofre bem menos. Pula de um sapo para outro num só salto. Até na mesma lagoa, inclusive.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

OI


Sei que vem pra saber o que esta acontecendo.



Sei que a cada entrada sua é um martírio pra você. Te conheço.


Pra mim também seria. Você me conhece também.


O enjôo, aquela embolação no estômago né?


Sei perfeitamente como é!


Mas também me conhece o suficiente pra saber porque falo certas coisas.


Fiquei sem saída.


Te entendo. Não deveria.


Sei de todas as implicações para ter as atitudes que teve e tem.


E sei também que nada vai mudar o fato de que você me ama.


O tempo está passando. Decidimos como será.


A decisão foi e está sendo sentida. De forma intensa. De forma pesada.


Sabemos que a felicidade nos virá.


Pra nós dois.


E nada muda o fato de você saber que "serei a estrela no céu de outro alguém”. Isso vai doer.


Será um tormento maior ainda em seus pensamentos.


É fato e vai acontecer.


É totalmente previsível.


Sou imediatista.


Ansiosa.


Generosa.


Me doei demais.


Amamos demais.


Impossível não doer. Impossível não sentir.


Impossível não se tarde demais.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Homem de Verdade


André, meu amigo e fiel leitor questionador. Nos falamos tanto sobre a vida, rumos que tomamos, como seria se..., lembranças boas, outras nem tanto. Já que levantou uma “lebre” como dizíamos la na faculdade, não me contive e cá estou eu, tentando me fazer entender.



Sobre o assunto que nos tomou quase o dia, outro dia, está me fazendo pensar. Ate já falei algumas coisa.


Essas questões são delicadas já que não existe uma formula de sucesso absoluto no amor né?


A pessoa pode encontrar a mais perfeita criatura, começar um romance a la conto de fadas e acordar num belo dia e ver que não existe mais romance na relação perfeita. Mas ela ainda é perfeita, com o par perfeito. E as desculpas são tantas:


“...ah mas ele é um ótimo pai para meus filhos...”


“...mulher como essa não vou encontrar mais...”


Cada um faz o que quer, usa as muletas que mais lhe cabem e precisam. Mas não faço mais isso viu. Preciso de romance.


Pode ser que em outros campos ele deixe a desejar:


...é bagunceiro,


...dorme até tarde,


...deixa a toalha molhada na cama,


...ronca,


...a barriguinha apareceu,


...prefere não sair,


...etc..
Mas se for um homem de verdade, um homem que sabe como tratar uma mulher tudo esta perdoado. Alias essas coisinhas pra mim são muito pequenas diante de uma relação arrebatadora, que tira meus pés do chao.


Não abro mão de um homem de verdade. Está escasso, mas ainda existe!


Ele te olha e você perde a respiração. Sente aquele friozinho gostoso na barriga porque vai vê-lo. Ele sempre diz a coisa certa, mesmo que não seja, na boca dele será. Beija sua mão e diz que te ama na frente de quem quer que seja. Mesmo estando num lugar cheio de pessoas bonitas, você sabe que os olhos dele só estão com você. E o mais importante: beija muito e demoradamente, deixando claro que sua boca é o que ele mais deseja naquele momento.


Ele perde a hora do trabalho as vezes pra ficar mais um segundinho abraçado a você. Ouve o que você diz, e se perde ouvindo você, porque tudo o que diz é importante para ele. Ele a escuta e mais, acredita no que fala mesmo que discorde de algo, ele deixa claro que da valor ao que você pensa.


Isso tudo parece obvio para alguns que tem a sorte de estar numa dessas raras relações, mas é “lenda” para muita gente onde as relações amorosas seguem um padrão.


“Chega a hora o cara encontra uma menina decente namora por anos, (traições veladas permitidas). Chega a hora de casar, casa e espera-se um tempo para ter filhos para não atrapalhar os negócios. Pronto. Hora do bebê! A mulher vira mãe e só. Ah dona de casa também.


Beijo na boca? Agora só bitoquinhas. E o casamento segue perfeitamente seu rumo. Quando o tédio toma conta, o marido apenas aumenta os dias de futebol e churrascos “só com os amigos homens” e a mulher- mãe- dona de casa, vai entrando em depressão.
Ou arruma um Ricardão."

Pensando


Não acredito que exista uma ordem no que diz respeito a sentimentos. Quantas vezes aquela pessoa que de inicio nos parece chata, ou qualquer adjetivo menos interessante, num segundo olhar e conversa ganha nossa simpatia.O contrário também é verdade.



Alias posso dizer que no momento passo por essa experiência. Duas pessoas que conheci a alguns meses, dois amigos, fofos, com os quais adoro conversar. Mas confesso: tudo se inverteu: Caim virou Abel e vice versa. Quem eu pensava ser o mais gentil se transformou numa rapidez num autoritário e ditador, e o mais chato, rígido, pensava eu, se mostrou bem mais tolerante com as adversidades e diferenças.


Creio que o homem está sempre num primeiro momento(raras exceções) buscando a parte física da coisa. Resumindo: sexo.


Já a mulher, (olha as exceções), quer um homem pra chamar de seu e muitas vezes ate cede e usa o corpo já de cara pensando assim segurar o suposto pretendente, mas as pesquisas nos fornecem os mesmos dados: isso não acontece!


Não estou dizendo que então a mulher deve fazer doce não, mas tudo indica que “seu” homem vai sumir se você for fácil. Ele vai ligar sim, mas só quando tiver com vontades de se aliviar.


Credo. Parece feio ne? Mas é mesmo, é horrível, mas graças ao machismo (sem falsa hipocrisia) que ainda predomina sem data pra acabar, me sinto destacada na multidão.
Longe de ser puritana, mas gosto de ser assim e nesses casos me arrepender por não fazer.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Pearl Jam - black

Que dia mais água com açúcar...


Não sei se porque o carnaval está aí invadindo nossas casas por meio da t.v. (e eu odeio) ou se é simplesmente porque nada em especial esteja acontecendo em minha vida. Mas que essa segunda está sem graça a isso esta. E olha que amo as segundas, terças, quartas, quintas, sextas, sábados e domingos...rs

Amo a vida e amo viver...

Mas que hoje esta sem graça a isso esta...

Então fuçando o youtube me deparei com essa super banda e musica q aprendi a amar!!!

Me ensinaram a ouvir e hoje me emocionei ao ouvi-la com a tradução.
"vc sabe q um dia terei uma vida maravilhosa...Vc sabe q um dia eu serei a estrela no céu de alguém, de outra pessoa...ne?” Mas Porque? Porque? Porque? Nós devemos... Ficar Juntos..."

Espero q curtam!

http://www.youtube.com/watch?v=i6ZAB2mm-Gc

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Aonde o amor nos leva.


Tava pensando ontem a tardinha enquanto tomava um cafezinho e falava com um amigo. E depois de algum tempo sozinha, já deitada, me veio na mente algo que só estando fora agora, pude perceber. Tanta coisa.



Já falei aqui que não sei porque cargas d’agua a mulher começa um relacionamento e aos poucos vai deixando tudo o que fazia antes dele. Aos pouquinhos ela deixa academia, deixa uma aula ou outra, deixa aqueles encontros com as amigas pra bater papos, rir alto, falar mal deles, etc..


Tudo começa a girar em torno do relógio do rapaz. Mas é prazeroso, então tudo bem, mas se perceber que alguma amiga reclama, tenta abrir seus olhos(porque geralmente está cega) pare e analise, ela pode estar certa e você não vai para um caminho sem volta, mas vai perder um tempo precioso, pra la na frente perceber que amou e se abdcou de coisas SOZINHA. Porque os homens não mudam rotina, não deixam NADA, mas NADA mesmo, quando entram numa relação. Graças a Deus existem as exceções!!!


Mas falei tudo isso pra falar sobre a maior coisa que deixei pelo meu ex, (nao, ele nao colocou uma arma na minha cabeça...rs)nem sei porque deixei, e pela qual me arrependo muito: ser voluntária e mais q isso, ser amiga lá no Lar Betel.


Comecei fazendo massagem nos pés deles, fui criando uma convivência, fui ate a praia com eles como cuidadora e hoje não apareço mais la a algum tempo. Porque parei?
Penso nisso todo dia! Prometo a mim mesma voltar, me dava prazer.
Vou voltar. Preciso. Por mim! Adorava e levo muito jeito com os idosos. Tá decidido. Volto. e confesso, preciso mais deles do que eles de mim. é um prazer.


Por isso que acho que o amor pode nos enriquecer ou nos levar a falência!!!

Aonde o seu amor está te levando?

A Fila Anda, Na Hora Certa.


“A fila anda Vi”!!!



Ouvi tanto essa frase nesses últimos dias que to até enjoada. Mas como? Como uma romântica de carteirinha, que sabe exatamente o que quer(em relação a amor), faz pra pra essa bendita fila andar.


Recomeçar! Essa é a frase, a fase, o momento. Deixar as coisas fluírem. Isso tudo é muito fácil na boca de quem não está no olho do furacão.


Sei como é, dou muito conselho pra amigas. Mas percebi que falar é tão mais fácil do que agir. Mesmo porque eu já agi, mas algo ainda continua remoendo meus pensamentos e mexendo com a minha barriga. Alias uma perguntinha: alguém sabe o que o coração tem a ver com a barriga?rs


Ouvi ontem na novela que Helena podia ficar feliz porque não ia ter "entre safra" pra ela. Ela ia de um casamento que acabou direto para os braços de ninguém menos que Bruno, vulgo Tiago Lacerda. Fácil ne?


Graças a Deus não tenho do que reclamar. Sou uma privilegiada em todos os sentidos, inclusive no amor, sempre encontro pessoas maravilhosas na minha vida, pena as vezes, como agora, EU não estar preparada para elas.


É difícil passar essa fase sozinha? É!


Mas arrumar uma “muleta” só para amenizar tudo que vamos “ter” que verdadeiramente sentir, não concordo.